Notícias

Skank vê rock em situação falida

11/06/2013

O Skank se apresentou, neste sábado (8), no João Rock 2013. Em sua 12ª edição, o festival realizado em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, foi dedicado à memória de Chorão e contou com a participação de 13 bandas. Em rápida entrevista coletiva, concedida após o show, Samuel Rosa afirmou que o líder do Charlie Brown Jr. fará falta à música nacional e comentou sobre a experiência de se apresentar para um público tão diversificado.

“Tocar em festival é diferente”, disse, ainda se recuperando do show no palco principal. Apesar do nome, o evento reuniu representantes dos mais diversos estilos musicais.  Samuel citou o tempo reduzido de apresentação e explicou que, para esse tipo de situação, o Skank escolhe músicas que representem as diferentes tribos e também procura tocar aquelas em que a banda mais se diverte. “São pessoas com interesses distintos, mas existe uma intersecção”, completou.

Questionado sobre Chorão, Samuel Rosa afirmou que a morte do cantor é “uma perda irreparável”. “Ele sabia, como ninguém, colocar em forma de música o que a molecada está vivendo”, disse. O vocalista do Skank ainda afirmou que a “situação falida” do rock amplia a lacuna deixada por Chorão. “Faz mais falta ainda”, finalizou.

Devido ao excesso de barulho na sala, localizada atrás do palco principal do festival, a produtora da banda decidiu suspender a breve entrevista coletiva e poupar a voz de Samuel Rosa, que precisou falar alto para ser ouvido pelos jornalistas.

Por: João Leones

Fonte: http://musica.terra.com.br


Esta notícia foi visualizada 638 vez(es).


Mais notícias

Desenvolvido pelo Núcleo de Informática/NI
CSS xHTML
Avenida Batista Bonoto Sobrinho, 733 - Santiago/RS - 97700-000 - Fones: 0xx55 32513151 / 3251-3157