Notícias

Não ao desperdício. Veja as dicas do 106 nas Férias desta segunda

26/01/2015

1-A receita é sustentabilidade: a ONG Banco de Alimentos convidou chefs de todo o país a colaborar para evitar desperdício de comida. De acordo com a instituição, a cada 10 toneladas de alimentos produzidos no Brasil, seis vão para o lixo: são 39 mil toneladas de alimento jogadas fora todos os dias, o suficiente para alimentar 19 milhões de pessoas. O projeto Desperdício Gourmet transforma em ingrediente alimentos que iriam para o lixo. As receitas criadas pelos chefs vão para o Facebook da ONG e ficam com cara de alta gastronomia. Pesquise e acabe com o desperdício em casa!

 

Foto: ONG Banco de Alimentos

 



2-Seriam resgatados na manhã desta segunda-feira (26) os corpos das duas pessoas que morreram depois de serem atacadas por um enxame de abelhas e caírem enquanto praticavam rapel em um paredão de 150 metros de altura em Maquiné, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. O acidente aconteceu no sábado (24) e deixou outros cinco feridos. Como se trata de uma área de difícil acesso, a remoção das vítimas estava prevista para durar até três horas. As abelhas picam as pessoas mais como uma autodefesa do que como ataque. Elas tendem a reagir a fortes odores no ambiente, como perfumes, sabonetes perfumados e colônias, e a cores brilhantes. Esmagá-las pode fazer com que as outras reajam e façam com que elas piquem em autodefesa. Esses insetos pertencem à ordem Hymenoptera, que inclui também as formigas e as vespas.

 

Hostilidade das abelhas

As abelhas atacam ou porque foram provocadas e irritadas ou, então, em defesa da sua colméia. Quanto a essa hostilidade, devemos levar em consideração os itens que se seguem:

- quanto mais fracas as colméias, mais mansas são as suas abelhas;

- quanto mais fortes as colméias, mais bravas e agressivas as abelhas se tornam

- pela manhã, as colméias são mais mansas porque as campeiras, as mais bravas, saem para trabalhar, diminuindo o número de abelhas na colmeia

 


3-Como preparar um lanche saudável para seu filho? Segundo reportagem do Ministério da Saúde,  três coisas são fundamentais: os lanches são importantes para evitar que a criança fique sem comer por muito tempo; dê preferência a alimentos naturais como frutas, verduras e legumes e evite frituras, alimentos processados, manipulados e comidas artificiais, como refrigerantes e salgadinhos. Para tirar dúvida sobre a composição ou quantidade de alimentos na lancheira procure o pediatra ou profissional da nutrição.

 

 

Núcleo de Comunicação

URI- Santiago


Esta notícia foi visualizada 322 vez(es).


Mais notícias

Desenvolvido pelo Núcleo de Informática/NI
CSS xHTML
Avenida Batista Bonoto Sobrinho, 733 - Santiago/RS - 97700-000 - Fones: 0xx55 32513151 / 3251-3157