Notícias

De Jayme a Pensador, 12ª Feira do Livro de Santiago trouxe diversidade cultural

22/11/2010

Foto e Texto: Nícholas Fonseca

 

Santiago teve a oportunidade de viver um dos maiores momentos culturais do ano com a 12ª Feira do Livro, na Praça Moyses Viana. E a URI FM acompanhou essa efervecência nos quatro dias de Feira - 18 a 21 de novembro. Levou aos ouvintes o clima, as palavras do público, dos autores e autoridades que estiveram presentes e organizaram o evento. 

 

A Feira proporcionou aos autores locais, da região e outras cidades do estado mostrarem e lançarem suas obras. Projetos litarários da cidade como a "Casa do Poeta" e "Santiago do Boqueirão Seus Poetas Quem São?" tiveram a visibilidade que merecem e a participação ativa dos colaboradores. Além disso, muitos grupos de dança e teatro de companhias e escolas levaram ao público um pouco mais das artes compostas pelos santiaguenses.

 

Jayme Piva, escritor e Patrono da Feira, comentou emocionado ao público que "a Feira do Livro na Terra dos Poetas é uma consagração da leitura para os santiaguenses". E tem razão! As pessoas que circularam na Praça puderam suprir, durante os quatro dias de Feira, a carência de livrarias na cidade.

 

"Não está sentindo o clima de 'Cidade Educadora' aqui na Feira?", pergunta a Secretária de Educação do Município, Denise Cardoso, em um bate-papo com a reportagem da 106.1FM. Ela se diz de alma lavada e realizada com toda organização e participação dos cidadãos na nos dias do evento.

 

Já citando o "Cidade Educadora", o programa foi lançado pelo Prefeito Municipal, Júlio Ruivo, durante a 12ª Feira do Livro de Santiago. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura "dos 20 princípios contidos na Carta das Cidades Educadoras, o Comitê Gestor Municipal de Santiago, priorizou oito para o início dos trabalhos: Educação para o Trânsito; Coleta Seletiva; Empreendedorismo; Educação Cidadã; Educação Patrimonial; Participação Comunitária; Município Saudável e Promoção Humana". Santiago passa a ser a 4ª cidade gaúcha a adotar o programa "Cidade Educadora".

 

Entre expositores, bancas de livros jovens, adultos e infantis, pinturas no corpo para crianças, bandas marciais, lançamentos e sessões de autógrafos, palhaços animando, mostras cinematográficas e apresentações musicais, havia um momento muito esperado: apresentação e palestra de Gabriel, O Pensador. Ele, que já lançou sete discos de rap, bateu um papo descontraído com o público e recitou poemas e histórias que compõem o livro intitulado Diário Noturno, lançado em 2002 pelo rapper. O livro é recheado de poesias que não viraram rap, cartas e textos de protestos. Os jovens, as crianças, os adultos e até vovôs prestigiaram o carisma e os desabafos em forma de rimas dO Pensador. Além disso, histórias vividas por ele, um princípio de revolucionário, muitas vezes solitário nos ideais contra desigualdade e racismo. Por mais que seja de famíla de classe média, tinha amizade com os vizinhos, uma galera da favela da Rocinha. Lembranças da vida, da infância, adolescência... que ele guarda e transmite para o público em forma de história contada e cantada no ritmo do rap.

 

A presença de Gabriel, O Pensador levou um bom número de pessoas à Praça Moyses Viana na noite do dia 21 de novembro, domingo chuvoso. Que, apesar do tempo não favorável, o clima na 12ª Feira do Livro foi melhor que a previsão. Uma pena que os quatro dias passaram rápidos, mas, com certeza, proveitosos para os santiaguenses e visitantes que passearam, aproveitaram, compraram e participaram dessa efervecência cultural na Terra do Poetas.


Esta notícia foi visualizada 751 vez(es).


Mais notícias

Desenvolvido pelo Núcleo de Informática/NI
CSS xHTML
Avenida Batista Bonoto Sobrinho, 733 - Santiago/RS - 97700-000 - Fones: 0xx55 32513151 / 3251-3157